Decoração: você sabe qual é o seu estilo?

Decoração: você sabe qual é o seu estilo?
25 de agosto de 2020 Comentários desativados em Decoração: você sabe qual é o seu estilo? Destaque, Direcional totalville

Pensando em renovar o visual de sua casa? Antes de começar, um bom passo é analisar qual o estilo de decoração melhor conversa com o seu perfil. Ainda hoje, há quem diga que definir esse detalhe é uma questão de gosto.

Mas, para conseguir deixar os ambientes do jeito que mais desejamos, é preciso entender mais a respeito das opções disponíveis e, em seguida, adequá-las de acordo com a nossa personalidade. Garantimos: a tarefa é mais simples do que aparenta, exigindo que você invista apenas no autoconhecimento e coloque a criatividade para trabalhar.

Diante disso, decidimos compartilhar algumas dicas exclusivas no post de hoje. Abaixo, separamos as principais opções de design decorativo e que são ótimas para tornar os espaços residenciais mais modernos e acolhedores. Não perca!

Como encontrar o estilo de decoração ideal?

Uma das principais dúvidas entre quem deseja repaginar um lar, está em encontrar o melhor estilo de decoração para a sua casa. Caso você faça parte desse time, saiba que existem alguns truques que podem ser praticados para identificar de vez qual o melhor caminho a seguir. Um deles é o moodboard — um quadro formado por colagens diversas.

Nele, é importante incluir gravuras que representem bem o seu estilo de vida e preferências. Essas imagens podem ser garimpadas em sites, como o Pinterest, ou, inclusive, em diferentes revistas antigas de arquitetura e decoração. Faça uma pesquisa detalhada e selecione o máximo de imagens que conseguir.

Depois, recorte cada uma e cole no quadro. Comece a analisar: quais são as cores mais presentes? E as estampas ou materiais? Assim que chegar a um “denominador comum”, você estará a um passo de definir o estilo de decoração mais adequado para o seu lar, doce lar. É bem fácil!

Quais são as opções mais utilizadas atualmente?

Você por acaso imaginava que existissem pouquíssimos estilos de decoração disponíveis no mundo do design de interiores? Não mesmo! Esse nicho é mais diverso do que parece. Abaixo, contamos quais são as produções que mais fazem sucesso entre moradores e profissionais do ramo.

Decoração clássica

Qual o seu estilo de decoração?

Quando o assunto é “estilo de decoração”, não podemos deixar de citar os espaços clássicos. Com origem na arquitetura grega e romana, essa opção trabalha com linhas elegantes, mostrando todo o seu requinte.

Para levar essa proposta ao seu lar, é preciso que os ambientes sejam mais amplos e altos. O motivo? Os móveis que compõem essa proposta, geralmente, são maiores e mais sofisticados do que os normais que encontramos no mercado moveleiro.

Esse é o caso dos itens fabricados a partir de madeiras nobres, como o mogno, a nogueira, a cerejeira e por aí adiante. Aqui, outro material bastante utilizado é o mármore — elemento este, que pode ser facilmente notado em banheiros e lavabos, cozinhas e salas de estar.

Em se tratando da paleta de cores, destacamos aquelas formadas por tons pastéis combinados com o verde-esmeralda, o azul-marinho ou, em algumas ocasiões, o preto. Podemos ainda utilizar o dourado, o metálico ou a ferrugem, garantindo, assim, um toque extra de sofisticação.

Já na hora de compor o ambiente, são utilizados muitos acessórios charmosos. Esse é o caso das tapeçarias, das estantes com livros, dos lustres bem ornamentados, dos bustos tradicionais, além das porcelanas e cristais.

Decoração retrô

Decoração retrô

Esse estilo de decoração é para quem gosta de um visual com forte impacto estético. Trazendo à tona a personalidade do criador, ele mistura elementos de design da década de 1950 a 1970. Formas abstratas, geométricas, florais e xadrez são muito comuns nessa espécie de projeto.

Vibrantes, as cores utilizadas nos ambientes sempre trazem o laranja, o amarelo, o rosa e o azul. Em relação ao mobiliário, são características marcantes os sofás longos, os móveis baixos e as poltronas arredondadas.

E mais: também não podemos nos esquecer dos elementos para decorar, que são ótimos para deixar o cômodo com ainda mais personalidade. Quadros de artes, ilustrações vintage, espelhos e muitas fotografias devem ser figurinhas carimbadas.

Decoração retrô

Decoração industrial

Decoração industrial

Temos aqui um estilo de decoração que é extremamente requintado e vem fazendo muito sucesso na atualidade — o industrial. Com origem em Nova York, nos EUA, na década de 1950 e 1970, a ideia surgiu dos lares improvisados feitos em galpões abandonados. Geralmente, eram repletos de tubulações aparentes, madeira, metal e bastante concreto.

O estilo não é uma obra inacabada, portanto tenha muita atenção aos detalhes. O ideal, é trabalhar com lugares amplos e em “plano aberto”, ou seja, sem qualquer tipo de divisória. Janelas e portas grandes também são excelentes para favorecer a iluminação natural.

Como você pode imaginar, os móveis são essenciais para compor o ambiente. Habitualmente, trabalha-se com materiais compostos em aço, madeira maciça ou de demolição, assim como o ferro envelhecido e o couro.

Decoração rústica

A famosa decoração no estilo “casa do campo”. Nesse conceito, a ideia principal é trazer mais aconchego, conforto e um clima intimista para o lar. Para isso, o material mais utilizado nesses projetos é a madeira, tanto a tradicional, quanto a de demolição.

Normalmente, esse elemento está presente tanto nos móveis, quanto em itens decorativos ou nos revestimentos, sendo o piso um deles.

E não termina por aí. Como uma forma de deixar o local mais caprichado, os moradores podem investir em adornos diversos. Peças de artesanato, tapeçaria, almofadas e mantas são itens-chave. Lembre-se, também, de aproveitar ao máximo as paredes, que devem ser compostas por quadros de paisagens, retratos antigos e espelhos com molduras inacabadas.

Decoração contemporânea

Decoração contemporânea

A decoração contemporânea, como o próprio nome revela, é ideal para quem se interessa por ambientes mais modernos, funcionais e simples. Criado na segunda metade do século XX, esse tipo de visual permanece na moda até hoje, podendo ser aplicado em casas ou apartamentos menores.

O estilo trabalha com muitas texturas e cores sóbrias, traz alguns traços modernos e formas geométricas. Uma vez abraçando essa proposta, você ainda poderá utilizar diversos materiais em um só cômodo, permitindo que a criação fuja do óbvio e transborde originalidade.

Para ilustrar, ressaltamos os ambientes trabalhados com madeira, diferentes tipos de pedras, metal, aço, cimento e, até mesmo, o vidro. No mobiliário, a máxima do “menos é mais” faz todo o sentido, sempre prezando pelo bom gosto e elegância.

Decoração minimalista

O minimalismo é um estilo de decoração que se resume em estética e funcionalidade. Surgiu no pós Segunda Guerra Mundial, quando muitas pessoas perderam boa parte dos seus bens materiais e, naquele período, tinham em seus lares apenas o essencial para continuar vivendo.

De lá para cá, a proposta começou a ser levada cada vez mais para os ambientes residenciais, assim como muitas pessoas começaram a adotá-la como estilo de vida. Em um cômodo, o minimalismo pode ser notado pelo uso de poucos móveis, pisos lisos e polidos, materiais de qualidade e zero excessos.

A cor predominante é o branco, mas também é possível utilizar outras tonalidades para deixar o ambiente mais interessante, como o bege, o cinza e o preto.

Entre todos os estilos, o minimalismo é o que mais valoriza a iluminação natural que, por sua vez, deve atingir a casa por completo. Para alcançar esse efeito, as cortinas e persianas devem ser sempre com tecidos finos e muita transparência, garantindo mais leveza ao ambiente.

Decoração escandinava

A decoração escandinava se define por carregar um visual simples e aconchegante. É, basicamente, um mix dos estilos minimalista e contemporâneo.

O conceito surgiu no século XX, na região da Escandinávia, norte da Europa. Entre os países que mais utilizam essa ideia, estão a Suécia, a Dinamarca, a Noruega e a Finlândia.

A elegância desse tipo de produção vem dos móveis com linhas sóbrias, iluminação natural, cores neutras, muita textura e a utilização de madeira — que serve para dar um tom mais rústico.

Ainda é interessante evidenciar os tecidos abundantes e capazes de imitar pele de carneiro, as almofadas, os vasos de plantas e as cerâmicas em diferentes cores e formatos.

Decoração étnica

O estilo de decoração étnico é para quem não gosta de obviedades. Composto por padronagens vibrantes, esculturas e tramas, essa proposta está em alta no mundo do design e pode ser aplicada em qualquer cômodo — da cozinha até os dormitórios.

Em geral, a versão é indicada para pessoas que prezam pelo uso de uma mobília simples, moderna e confeccionada com materiais naturais.

Existem alguns elementos essenciais que podem formar esse visual, incluindo cores e objetos diversos. De todos, os mais notórios são as pinturas e revestimentos em preto, branco, vermelho e ocre.

Em determinados casos, os papéis de parede e azulejos podem surgir em padrões geométricos ou “ziguezagues”, adicionando uma pitada extra de energia e autenticidade em um cômodo.

Os têxteis também não podem ser deixados de lado. Muitas pessoas costumam apostar em tecidos exóticos, como o Kente, que é africano; ou os Bakubas, que serviram de inspiração para os trabalhos de Picasso e outros artistas renomados.

Decoração boho

O estilo boho, ou boêmio chic, como também é chamado, foi composto por uma série de influências e referências étnicas, que vão desde o hippie, até o punk, o vintage e o country. Tal mix de elementos consegue, facilmente, resultar em ambientes nada tradicionais, com muita personalidade e alta capacidade de acolhimento.

No caso da mobília, é muito comum encontrar sofás extensos, extremamente confortáveis e com formatos arredondados. Eles podem apresentar tecidos de toque macio e coloração intensa. Em ambientes maiores, também conseguimos avistar pufes ou poltronas diferenciadas.

Uma forte característica do boho está em sua capacidade de reutilizar móveis ou, em algumas situações, até reformá-los. Itens que foram herdados da sua família, por exemplo, com certeza encontrarão um bom espaço em um ambiente que se encaixe nessa ideia. Racks, estantes, aparadores, mesinhas de centro, cadeiras com visual antigo cumprem muito bem tal função.

O detalhe que mais chama a atenção no estilo de decoração boho diz respeito aos tons utilizados. As principais cores são o marrom, o preto, o bege, o cáqui e o verde oliva.

Elas podem ser coordenadas com outras opções igualmente interessantes, só que mais vibrantes, tais quais o vermelho o dourado, o amarelo, o prata e o roxo. Para alcançar um resultado bacana, é interessante mesclar, ao menos, três tonalidades distintas em um só ambiente. Use a imaginação!

E então, depois dessa leitura você conseguiu encontrar o seu estilo de decoração? Qual o que melhor combina com o seu perfil? Assim que decidir renovar o visual dos seus cômodos, não se esqueça de analisar bem qual é a melhor opção.

Com esse cuidado, será possível ter uma maior sensação de bem-estar dentro do seu próprio lar, com mais estímulos e motivação para receber os convidados ou, simplesmente, realizar tarefas básicas do dia a dia. Vale a pena!

Se quiser continuar se aprofundando nesse universo, aproveite para baixar o nosso e-book gratuito sobre decoração. Temos certeza de que a leitura será muito valiosa!

The post Decoração: você sabe qual é o seu estilo? appeared first on Blog da Direcional | Onde moram as grandes conquistas.

Fonte: direcional
Author: direcional

About The Author
%d blogueiros gostam disto: